Quinta-Feira, 29 de Setembro de 2016

28/09/2016 - 19:31:36

DELEGADO KIQ É PROIBIDO DE DIVULGAR PESQUISA QUE O COLOCA NA FRENTE

Pelo mesmo motivo que levou à impugnação de duas pesquisa eleitorais, a falta de estratificação do nível de renda dos entrevistados, o juiz eleitoral José Foglia Junior acatou pedido de liminar determinando a suspensão da continuidade da divulgação da pesquisa da IRG, contratada pela Transamérica/Cidade FM e que colocava o candidato Delegado KIQ (PSDB) em primeiro lugar com 47%. A multa "salgada" é de R$ 20 mil. Nos últimos dias, o candidato tucano tem centrado parte de sua propaganda eleitoral no rádio e TV justamente nessa pesquisa. A representação que deu origem à proibição da continuidade de se divulgar a pesquisa foi apresentada pela Coligação Paranavaí Ideal, do candidato a prefeito Valdir Tetilla (PMDB). É a campanha eleitoral em sua reta final.

mostrar

28/09/2016 - 19:26:12

QUAL O EFEITO DO DEBATE NA RPC NA OPINIÃO DO ELEITOR?

Esta é a pergunta que deve estar na cabeça dos apoiadores dos três principais candidato a prefeito de Paranavaí, sobre o debate na retransmissora da Rede Globo marcado para a noite desta quinta-feira. Um bom desempenho pode mudar os votos, principalmente, dos indecisos? É outra indagação que paira nos comitês dos candidatos e tem as mais variadas respostas. O horário do debate (após às 22 horas) pode reduzir a audiência, já que muita gente acorda cedo no dia seguinte.

mostrar

28/09/2016 - 19:25:32

E A PESQUISA DA BRASLOPES?

Com duas pesquisas de opinião do eleitorado de Paranavaí impugnadas pela Justiça Eleitoral, faltou a registrada pelo Instituto Braslopes. Não se tem notícia que o levantamento tenha sido também impugnado e até agora nada de resultado. Esquisito.

mostrar

28/09/2016 - 19:25:00

PROFESSOR DE CAMPO MOURÃO É REELEITO REITOR DA UNESPAR

Do Blog Boca Santa:
O professor Carlinhos Aleixo, de Campo Mourão, foi reeleito reitor da Universidade Estadual do Paraná.
A eleição foi realizada nesta terça-feira e ele teve 54% dos votos.
O adversário era um professor de Paranavaí, Elias de Souza Jr, onde fica a sede da reitoria.
O mandato é de quatro anos, de 2017 a 2020.
Primeiro reitor da Unespar, Aleixo é professor do departamento de letras e já foi diretor da Fecilcam antes da criação da universidade.

mostrar

28/09/2016 - 19:24:27

PARA EVITAR PREJUÍZO COM NOVA REGRA, CANDIDATOS A VEREADOR DESESTIMULAM VOTO EM LEGENDA

Partidos notórios por receberem muitos votos de legenda enfrentam nesta eleição um desafio inédito: traduzir a identificação em escolhas por candidatos específicos.
É que em 2016 será aplicada pela primeira vez uma regra inserida na reforma eleitoral aprovada pelo Congresso no ano passado: além de o partido ter de superar o quociente eleitoral, seus aspirantes a vereador agora precisam ultrapassar 10% desse índice em votos nominais.
O quociente é fruto da divisão dos votos válidos em um município pelas cadeiras na Câmara. Em 2012, o resultado em São Paulo foi de 103.843 –a "nota de corte" para vereadores teria sido, portanto, de 10.384.
Caso a nova lei estivesse valendo naquele ano, o único dos 55 legisladores paulistanos a perder a vaga teria sido Toninho Vespoli (PSOL), que recebeu 8.722 votos, ainda que o partido tenha somado 117.475 votos.
Neste ano, Vespoli mudou a estratégia e, em suas palavras, "busca trabalhar mais o nome associado ao número", inclusive em sua página no Facebook. Outros candidatos do PSOL e da Rede fizeram o mesmo.
"Nas agendas de campanha, a gente aborda os eleitores e explica pra eles a mudança. A maioria não sabe", diz Vespoli. Segundo ele, em outras épocas, a propaganda traria uma personalidade conhecida. Agora, além disso, o PSOL divulga uma peça em que todos os candidatos a vereador aparecem em fila, na tentativa de personificar o voto.
A motivação oficial da mudança na lei é evitar a eleição de aspirantes com baixa representação. Caso o candidato não alcance seu mínimo, a vaga seria redistribuída a outros partidos ou coligações.
Partidos como como o PSOL e o PRB, entretanto, veem na reforma outra motivação: uma tentativa de prejudicar siglas que tradicionalmente agregam votos ideológicos.

mostrar

28/09/2016 - 19:23:56

O PREÇO DO HORÁRIO ELEITORAL É PAGO POR NÓS

O horário eleitoral obrigatório exibido por emissoras de rádio e televisão foi criado para dar voz aos mais diversos candidatos, independente de seu poder econômico. Mas essa propaganda não sai de graça: ela é paga pelos contribuintes e também pelas emissoras privadas.
Segundo levantamento da ONG Contas Abertas, realizado no início do ano, o ciclo eleitoral de 2016 deve custar cerca de R$ 576 milhões aos cofres públicos em abatimento de impostos.
Isso porque apesar das cerca de 320 empresas de TV e 10 mil emissoras de rádio do Brasil veicularem o horário político gratuitamente, elas têm direito por lei a uma compensação fiscal.
Segundo o fundador do Contas Abertas, Gil Castello Branco, o valor de R$ 576 milhões corresponde a uma previsão orçamentária da Receita Federal. Isso significa que cada cidadão deve pagar indiretamente cerca de R$ 2,80 para ver o horário eleitoral.

mostrar

27/09/2016 - 19:15:51

TJ-PR AUTORIZA REABERTURA DO AUTO POSTO MUFFATO

O Auto Posto Muffato retoma suas atividades normais por decisão do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) e já está de portas abertas para atender aos consumidores de Paranavaí e região.
O TJ-PR autorizou a reabertura do estabelecimento por considerar que toda a documentação apresentada (Alvará de Construção, Alvará de Funcionamento, Licença da Vigilância Sanitária, Certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros, Licença de Operação do Instituto Ambiental do Paraná e Certificado da Agência Nacional de Petróleo) está em ordem, não havendo nada que impeça o funcionamento do posto.
No despacho, o juiz relator Luciano Carrasco Falavinha Souza afirma que "houve a comprovação que o agravante (Auto Posto Muffato) obteve a licença ambiental de operação, razão pela qual não existe plausibilidade em se alegar iminente risco de dano ao meio ambiente que suspenda o alvará da recorrente".
Para o gerente Paulo Leandro Minossi, responsável pela gestão dos postos na rede, a decisão do TJ-PR restabeleceu o direito e trouxe alívio aos 25 colaboradores do Auto Posto Muffato, que têm seus empregos garantidos. "Felizmente retomamos as atividades normais, mantendo os mesmos preços praticados antes de sermos surpreendidos com o fechamento. É uma forma de agradecer o apoio recebido de nossos clientes e a confiança dos paranavaienses em nossa marca", afirma. 
O Grupo Muffato atua há seis anos no segmento de combustível nas cidades de Cambé, Cascavel e Londrina e emprega em seus postos 100 colaboradores diretos. Segundo Minossi, o Posto Muffato tem se destacado pela qualidade dos produtos comercializados com garantia de origem, agilidade na prestação de serviços e preço competitivo. "Vamos manter nosso compromisso de oferecer produtos de qualidade a preços justos aos consumidores para que possam abastecer seus veículos com economia e segurança. Afinal, sempre defendemos o livre comércio", garante.
 

mostrar

27/09/2016 - 18:28:49

JUSTIÇA MANDA PMDB RETIRAR POSTAGENS SOBRE PESQUISA

O juiz eleitoral José Foglia Junior concedeu liminar a ação da Coligação O Caminho Seguro, determinando que os candidatos a prefeito e vice da Coligação Paranavaí Ideal, Valdir Tetilla e Pó Royal, retirem das redes sociais referências a uma pesquisa da IRG, que teve sua divulgação impugnada e era chamada de "pesquisa mentirosa do delegado". Caso não seja feita a retirada das postagens a multa é de R$ 10 mil.

mostrar

27/09/2016 - 18:03:08

ROBERTO REQUIÃO E LORENZETTI TROCAM MENSAGENS PELO TWITTER

O senador Roberto Requião (PMDB) parece que não gostou de ver na página do Twitter do prefeito de Paranavaí, Rogério Lorenzetti, que ele estava em uma solenidade do Governo do Estado. Vejam o diálogo:
Requião - 1000 escolas pagas e não construídas? 
Lorenzetti - A nós, executivos, compete fazer parcerias com outros entes federados, assim como fizemos quando o sr foi governador. Sou grato
Lorenzetti - Quanto a posições ideológicas e políticas de confronto ficam a cargo dos legisladores, q devem fazer a fiscalização e crítica.
Requião - Não se trata de ideologia, mas de roubo de dinheiro público.
Lorenzetti - Aos prefeitos, compete buscar e trazer melhorias p/ suas comunidades. Agradecer é uma gentileza que garante bom relacionamento.

mostrar

27/09/2016 - 17:27:32

MAURÍCIO FALA DE FUTURO POLÍTICO DE PÓ ROYAL

Em programa eleitoral de hoje, o candidato a prefeito Maurício Yamakawa (PP) surpreendeu a todos ao falar sobre o futuro político do vereador e vice de Valdir Tetilla (PMDB), Pó Royal (PMN). Na avaliação dele, o "amigo" tem futuro político, como candidato a deputado estadual, e se for eleito junto com Tetilla, estará sendo prejudicado. Se a alegação vai ou não colar junto aos eleitores é outra conversa.

mostrar

Fale com o Praxedes