Terça-Feira, 16 de Janeiro de 2018

28/12/2012 - 19:18:36

DENGUE: SITUAÇÃO PREOCUPANTE

Na última quinta-feira (27), foram notificados 27 casos suspeitos de dengue em Paranavaí. Só em dezembro, 15 casos da doença já foram confirmados na cidade. “O número é alarmante e é um aviso do que pode vir pela frente se a população não cooperar e fazer a sua parte no combate à dengue”, destaca a secretária interina de Saúde, Selma Weber.
Ela lembra que as chuvas que têm caído nos últimos dias no município tornam-se grandes aliadas para o aumento da proliferação do mosquito Aedes aegypti. “Com as altas temperaturas e a maior facilidade de acúmulo de água parada, a população deve ficar atenta e redobrar os cuidados como forma de prevenção à dengue”, aponta.
Para garantir que a cidade não sofra com uma nova epidemia da doença, o prefeito Rogério Lorenzetti já determinou regime de plantão aos servidores da Vigilância em Saúde (Visa), que passarão o feriado e o recesso de Ano Novo fazendo pulverização com bomba costal próximo às residências de pacientes confirmados ou com suspeita da doença.
Mas esse não é o único reforço contra a dengue. De acordo com Selma, o município já solicitou à Secretaria de Saúde do Estado, através da 14ª Regional de Saúde, o envio de bombas Leco (conhecidas como fumacê) para fazer pulverizações de maior abrangência. “As bombas Leco não podem ser usadas indiscriminadamente, pois podem acarretar danos à saúde e a ao meio ambiente. Vários critérios devem ser analisados antes da sua utilização, e por isso esse processo é um pouco demorado”, explica a secretária.
Além destas medidas, a cidade continua realizando os quatro ciclos do Lira (Levantamento de Índice Rápido do Aedes) exigidos pelo Ministério da Saúde, fazendo o controle diário do índice de infestação com visitas domiciliares, realizando o acompanhamento de pontos estratégicos, utilizando o caminhão de apoio com recolhimento de pneus e outros materiais, etc.
Tolerância zero – Desde de meados de dezembro, a Visa está mais rigorosa com quem deixa água parada e não cuida dos quintais. Agora, caso seja confirmada (através de teste laboratorial) a presença da larva no imóvel, o morador recebe multa – e não mais uma notificação – no valor de R$ 200,00. A multa dobra na reincidência, quantas vezes a negligência foi constatada. Neste ano, 32 multas já foram aplicadas em Paranavaí.

mostrar

(Clique para gravar o seu comentário)




Fale com o Praxedes