Quinta-Feira, 18 de Janeiro de 2018

20/12/2017 - 19:55:04

LORENZETTI: LAVA JATO ESTÁ CORRENDO RISCO

O ex-prefeito Rogério Lorenzetti (PSD) manifestou nesta hoje sua preocupação com os destinos da Lava Jato, a maior operação de combate a corrupção envolvendo vários e poderosos políticos e os maiores empresários do país. “Nos últimos dias há um movimento, aparentemente organizado, no sentido de por fim à operação. Parece que está se tornando realidade aquele desejo manifestado pelo senador Romero Jucá, de que é preciso ‘estancar a sangria”, numa ação envolvendo políticos e até membros do Judiciário”, disse Lorenzetti.
Para o ex-prefeito, a Operação Lava Jato resgatou a confiança dos brasileiros de que a impunidade havia chegado ao fim ou ao menos diminuído no Brasil. Nunca na história do nosso país grandes empresários foram parar na cadeia. “Entre os vários fatos que merecem elogios nesta operação está a ação do Ministério Público, a Justiça e a Polícia Federal terem mirado nos corruptos e corruptores”, destaca ele.
Lorenzetti viu com certo pessimismo a rejeição, pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), das denúncias contra parlamentares, a possibilidade de cair a prisão após confirmação de sentença em segunda instancia, a utilização em excesso de recursos protelatórios, o movimento contra as delações premiadas, a demora na derrubada do foro privilegiado e as flagrantes ameaças de aprovação de uma lei de abuso de autoridades para constranger delegados, promotores e juízes.
“Apesar dos esforços de algumas autoridades em levar a Lava Jato adiante, entre as quais destaco os juízes federais Sérgio Moro, do Paraná, e Marcelo Bretas, no Rio de Janeiro, o ministro Luiz Edson Fachin, do STF, e os procuradores da força-tarefa da Lava Jato no Paraná, capitaneados por Deltan Dallagnol, há uma força contrária, orquestrada nos subterfúgios do poder para acabar com e operação. Isto está ficando cada vez mais claro e deve ser motivo de preocupação e de mobilização das forças éticas deste país. A continuidade da operação está correndo risco”, comenta o ex-prefeito.
Lorenzetti diz que há a necessidade de se aperfeiçoar a legislação para combater a corrupção. “Mas como o atual Congresso Nacional vai propor e aprovar leis de combate à corrupção se há um grande número de deputados federais e senadores denunciados por corrupção?”, questiona ele.
Para o ex-prefeito é importante que a população fique atenta e se manifeste. “A internet trouxe possibilidades de manifestarmos nossa indignação. Vamos mostrar o que apoiamos a Lava Jato se manifestando em redes sociais, enviando e-mail aos deputados e senadores. A população não pode permitir que a Operação Lava Jato termine antes de identificar e punir todos os ladrões do dinheiro público”, arrematou Rogério Lorenzetti.

mostrar

20/12/2017 - 19:54:35

KIQ DETONA RADIALISTA EM ENTREVISTA

A entrevista foi ontem para a emissora Terra HD FM, mas o prefeito de Paranavaí, Delegado KIQ decidiu mirar sua artilharia mais potente para "um radialista do meio-dia, que mora lá em Istambul", referindo-se a Mohamad Smaili, da Transamérica. A pergunta inicial era referente à postagem do Blog do Taturana, sobre uma suposta licença para ajudar a candidatura de Tião Medeiros em 2018. O prefeito reafirmou que ninguém lhe perguntou sobre o assunto e que só foi postado porque o blog não recebia mais recursos da prefeitura. Não deixou passar e afirmou que o autor da nota é um "completo imbecil, como quem acreditou nela". KIQ começou então a detonar o radialista Mohamad Samili (sem citar o nome), afirmando que ele como presidente da Câmara Municipal tem denúncias de irregularidades no repasse de dinheiro para rádio e jornal, além de ser demitido por não ir trabalhar. Mais uma vez o prefeito aumenta o tom de seu discurso. Resta saber o que isto vai resultar de benefício para nós, os paranavaienses.

mostrar

20/12/2017 - 19:54:05

LUCAS BARONE: EMENDAS REMANEJAM R$ 780 MIL DO ORÇAMENTO

Release da assessoria do vereador Lucas Barone informa que as emendas apresentadas por ele, da ordem de R$ 780 mil, seriam fruto da concordância da "maioria ou unanimidade" de seus pares. Não cita emendas de outros edis, o que pode causar uma certa ciumeira. Mesmo porque deixa claro que estaria cumprindo comprpmissos de campanha.

mostrar

20/12/2017 - 19:53:45

DIA HISTÓRICO: PAULO MALUF FOI PRESO

Sinceramente, pensei que não estaria vivo para presenciar esse dia. O dia em que o deputado Paulo Maluf (PP) foi preso. O desvio de 1 bilhão de reais promovido por Maluf quando prefeito de São Paulo (1993-1996) parecia um daqueles crimes que iria acabar no esquecimento, até mesmo pelo cinismo de Maluf em dizer que não tinha dinheiro na Suíça, mesmo contra todas as provas em contrário. Sem dúvida, um dia memorável!

mostrar

20/12/2017 - 19:53:19

VEGAROMBA - CULINÁRIA VEGADA: LIVRO DE DAVID ARIOCH

Muita gente está acostumada a ler as ótimas crônicas escritas pelo jornalista paranavaiense David Arioch, onde os personagens e as histórias ganham uma força extra com suas palavras. Quem o acompanha no Facebook sabe também de sua luta diária pela divulgação do veganismo e agora vai ter a oportunidade de ver num livro, muitas das receitas que ele já postous nas redes sociais. É o livro "Vegaromba - Culinária Vegana", que oferece 150 opções de alimentos sem ingredientes de origem animal (tais como ovos, laticínios, carnes e mel).
Arioch conta que muitas das receitas são simples e acessíveis, voltadas para os mais diferentes paladares. A obra está dividida nas categorias assados, barrinhas, bolachas, bolinhos, bolos, bombons, brownies, cookies, geleias, hambúrgueres, leites vegetais, maioneses, mousses, pães, panquecas, patês, pavês, pudins e shakes.

mostrar
1


19/12/2017 - 18:49:07

PMDB VOLTA A SE CHAMAR MDB

O PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) muda nome da sigla e com grande maioria dos votos convencionais 325 favoráveis, 88 contrários e 27 votos em branco, volta a se chamar MDB (Movimento Democrático Brasileiro). A informação foi dada pelo empresário e pré-candidato a deputado federal Valdemar Delatorre, que participou hoje da convenção nacional extraordinária do partido. Delatorre vê esta mudança como um resgate das origens da sigla. E acrescenta: "Não pode ser uma simples mudança de nomenclatura, o que vi aqui foram muitos correligionários se inspirando nas lutas e vitorias do “velho” MDB de guerra, para continuar militando não só por um partido, mas por um Brasil melhor”.

mostrar
1


19/12/2017 - 18:48:42

RENOVAÇÃO DE CONTRATO COM A SANEPAR

O início das negociações para a renovação do contrato de concessão entre Paranavaí e a Sanepar é o momento oportuno para que a administração do prefeito Delegado KIQ consiga vantagens substantivas para o município. Salvo engano, a última renovação foi durante a gestão de Antonio Teruo Kato e as vantagens obtidas foram bastante questionadas à época. O contrato atual vence em dezembro de 2018. Sem dúvida, o aumento da cobertura da rede de esgoto, atualmente em 80%, pode chegar a 93%, o que será extramente positivo para o setor de infraestrura da cidade.

mostrar

19/12/2017 - 18:48:10

TIÃO MEDEIROS: ACLAMAÇÃO NA AMUNPAR

Muita gente ficou surpresa com a aclamação do prefeito de Paranavaí, Delegado KIQ, na eleição para presidente da Amunpar. Não foi o caso do deputado estadual Tião Medeiros (PTB). Segundo ele, o motivo que levou os prefeitos à unanimidade foi a apresentação de um projeto que irá abranger todas as cidades. A ideia é fazer um diagnóstico detalhado das necessidades em diversos setores da administração municipal (pavimentação asfáltica, rede de esgoto, etc), que servirá para a elaboração de um documento conjunto e que posteriormente será apresentado a todos os candidatos a governador em 2018. A intenção é fazer os candidatos se comprometerem com o desenvolvimento de ações na região. 

mostrar

19/12/2017 - 18:47:39

TSE APROVA REGRAS PARA AS ELEIÇÕES DE 2018

Confira a seguir alguns pontos de destaque das resoluções aprovadas na sessão desta segunda-feira:
Gastos de campanha
A resolução que dispõe sobrearrecadação e gastos de recursos por partidos políticos e candidatos, bem como prestação de contas, trata de tetos de gastos, estabelecendo os limites das despesas de campanha dos candidatos a presidente da República, governador de estado e do Distrito Federal, senador, deputado federal e deputado estadual ou distrital.
São eles:
Presidente da República — teto de R$ 70 milhões em despesas de campanha. Em caso de segundo turno, o limite será de R$ 35 milhões.
Governador — o limite de gastos vai variar de R$ 2,8 milhões a R$ 21 milhões e será fixado de acordo com o número de eleitores de cada estado, apurado no dia 31 de maio do ano da eleição.
Senador — o limite vai variar de R$ 2,5 milhões a R$ 5,6 milhões e será fixado conforme o eleitorado de cada estado, também apurado na mesma data.
Deputado federal — teto de R$ 2,5 milhões.
Deputado estadual ou deputado distrital — limite de gastos de R$ 1 milhão.
Nas Eleições de 2014, uma lei deveria fixar, até 10 de junho de 2014, os limites de gastos de campanha para os cargos em disputa. Como a lei não foi editada, coube aos partidos políticos informar os valores máximos de campanha, por cargo eletivo, no momento do registro das candidaturas.


Arrecadação
A resolução que dispõe sobrearrecadação e gastos de recursos por partidos políticos e candidatos, bem como prestação de contas,fixa que somente pessoas físicas poderão fazer doações eleitorais até o limite de 10% dos seus rendimentos brutos verificados no ano anterior à eleição. As doações eleitorais de pessoas jurídicas foram proibidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 2015.
A resolução permite aos candidatos o uso de financiamento coletivo (crowdfunding), a chamada "vaquinha", para arrecadar recursos de campanha. As instituições que trabalham com esse financiamento coletivo poderão arrecadar previamente, a partir de 15 de maio do ano eleitoral, recursos para os pré-candidatos que as contratar. As entidades arrecadadoras terão de fazer cadastro na Justiça Eleitoral.
Na fase de arrecadação, as instituições arrecadadoras devem divulgar lista de doadores e quantias doadas e encaminhar essas informações à Justiça Eleitoral. A liberação dos recursos pelas entidades arrecadadoras fica condicionada à apresentação do registro de candidatura. Caso não sejam apresentados, os recursos arrecadados devem ser devolvidos aos seus respectivos doadores.
Além da arrecadação por financiamento coletivo, a resolução permite que partidos vendam bens e serviços e promovam eventos para arrecadar recursos para as campanhas eleitorais.
O texto proíbe o uso das chamadas ‘moedas virtuais’, como a bitcoin, na arrecadação e gastos de campanha. O TSE levou em conta pareceres recentes do Banco Central e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que apontaram para os riscos de transação com esse tipo de ativo, que não oferece garantia de qualquer país.


Convenções e registros de candidaturas
A resolução sobre registros de candidatos estabelece que o partido terá que obter no TSE o registro de seu estatuto até seis meses antes da eleição para disputar o pleito. O candidato também deverá ter domicílio eleitoral na circunscrição que pretende concorrer e estar filiado a partido político pelo menos seis meses antes da eleição. Na última eleição geral, o mínimo exigido para esses casos era o período de um ano.
A escolha dos candidatos em convenções partidárias e a deliberação sobre coligações deverão ocorrer de 20 de julho a 5 de agosto, período que não foi alterado pela atual reforma.
Ainda serão permitidas coligações para as eleições proporcionais de 2018 (deputados federais, deputados estaduais e distritais). A partir das eleições municipais de 2020, as coligações estarão vedadas para esse tipo de eleição (vereadores).
Os partidos e as coligações deverão solicitar à Justiça Eleitoral o registro de seus candidatos até às 19h do dia 15 de agosto do ano eleitoral, prazo que também não foi modificado pela atual reforma política.
O pedido de substituição de candidato deverá ocorrer até 20 dias antes da eleição (exceto em caso de falecimento).


Propaganda eleitoral
O texto que trata do tema fixa a propaganda eleitoral do candidato, que poderá ter início no dia 16 de agosto de 2018, mas aquela realizada no horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão somente começará no dia 31 de agosto de 2018. Essa regra foi aplicada pela primeira vez nas Eleições de 2016.
Quanto à propaganda em segundo turno, deverá começar na sexta-feira seguinte à realização do primeiro turno. Antes, ela podia iniciar 48 horas depois de proclamado o resultado do primeiro turno. O tempo total foi reduzido para dois blocos diários de dez minutos para cada eleição (presidente da República e governador). Antes, eram dois blocos de 20 minutos.
A resolução mantém a proibição de efeitos especiais nas propagandas eleitorais na televisão, como montagens, edições, desenhos animados e efeitos de computação gráfica.


Propaganda de rua
Pela resolução, só serão permitidos carros de som e minitrios em carreatas, caminhadas e passeatas ou em reuniões ou comícios. Deverá ser respeitado o limite de 80 decibéis, medido a sete metros de distância do veículo.
Os comícios de encerramento de campanhas poderão seguir até as 2h da madrugada. Nos outros dias deverão respeitar o horário das 8h à meia-noite.
A propaganda por outdoors continua proibida. Será possível o uso de bandeiras e mesas para distribuição de material de campanha, desde que sejam móveis e não atrapalhem os pedestres nem interfiram no trânsito.
Também estão mantidas as regras quanto à contratação de cabos eleitorais. O máximo não poderá ultrapassar 1% do eleitorado por candidato nos municípios de até 30 mil eleitores, sendo permitida a contratação de um cabo eleitoral a mais para cada grupo de mil eleitores que superar os 30 mil.
Nos carros estão autorizados adesivos plásticos de até 0,50 m² (meio metro quadrado) ou microperfurados no tamanho máximo do para-brisa traseiro.


Propaganda na Internet
A propaganda eleitoral na Internet também poderá ter início no dia 16 de agosto de 2018. Nesse caso, a novidade é que está autorizado o impulsionamento de conteúdos, desde que contratados exclusivamente por partidos, coligações e candidatos.


Debates e telemarketing
A resolução sobre propaganda eleitoral diz ainda que as emissoras de rádio e de televisão que realizarem debates são obrigadas a convidar os candidatos dos partidos que tenham, pelo menos, cinco parlamentares no Congresso Nacional. O texto proíbe propaganda eleitoral por meio de telemarketing.


Pesquisas eleitorais
Já a resolução sobre pesquisas eleitorais dispõe que, a partir de 1º de janeiro de 2018, as entidades e as empresas que realizarem pesquisas de opinião pública sobre as eleições ou candidatos, para conhecimento público, serão obrigadas a registrar cada pesquisa no Juízo Eleitoral ao qual compete fazer o registro dos candidatos. O registro da pesquisa deve ocorrer com antecedência mínima de cinco dias de sua divulgação.

mostrar

19/12/2017 - 18:46:45

UNESPAR ABRE 101 VAGAS PARA PROFESSORES COLABORADORES

A Universidade Estadual do Paraná (Unespar) está com as inscrições abertas do teste seletivo para contratação temporária de 101 professores. Os candidatos devem inscrever-se até 15 de janeiro de 2018 em formulário eletrônico disponível, exclusivamente, no site www.unespar.edu.br/concursos.
O recolhimento da taxa de inscrição, no valor de R$ 100, deverá ser efetuado até 16 de janeiro, em qualquer agência da rede bancária ou casas lotéricas credenciadas pela Caixa Econômica Federal.
De acordo com o edital divulgado pela Comissão Permanente de Processo Seletivo (CPPS), as vagas estão divididas entre 80 disciplinas e atenderão os sete campi da instituição. Além das informações detalhadas no documento, contatos adicionais sobre o processo só podem ser realizados pelo e-mail cpps.reitoria@unespar.edu.br.
A maioria das vagas é para carga horária de 20 ou 40 horas. Considerando a tabela de vencimentos, os salários poderão variar de R$ 811,45 a R$ 8.208,58 conforme a carga horária disponível e titulação dos aprovados.
O processo é constituído de prova escrita, didática e de títulos. A prova escrita será aplicada no dia 20 de fevereiro de 2018, às 8h30, com duração de 4 horas e os locais serão divulgados em edital após a homologação das inscrições.
Em Paranavaí estão em oferta 26 vagas para Enfermagem, Pedagogia, Matemática, Informática, Letras (Literatura em Língua Portuguesa e Língua Inglesa), História, Geografia e Ciências Biológicas.

mostrar

Fale com o Praxedes