Quinta-Feira, 18 de Janeiro de 2018

15/08/2017 - 19:00:56

JUSTIÇA DETERMINA BLOQUEIO DE BENS E AFASTAMENTO DE SERVIDORA

O Juízo de Paranacity, na região Noroeste do estado, determinou, em medida liminar, o bloqueio de bens de uma servidora que atua como enfermeira no Município e acumula, ilicitamente, outro cargo público na Administração Municipal de São João do Caiuá, cidade localizada a mais de 30 quilômetros de distância. A decisão, que atende a pedido formulado pelo Ministério Público do Paraná em ação civil pública, determina também o afastamento da requerida de um dos cargos durante a tramitação do processo judicial.
De acordo com a Promotoria de Justiça de Paranacity, a servidora atua na cidade desde 1995, e, desde 2004, cumpre função também no município vizinho, onde reside. Nesse período, cumulou cargos com horários incompatíveis. Destaca o MPPR, na ação, que “caso a representada realmente trabalhasse durante todas as horas pelas quais foi contratada, teria que trabalhar 75 horas por semana, o que totaliza dez horas por dia, incluindo o trabalho aos sábados e domingos”. Sem contar o tempo de deslocamento entre as cidades.
Além de descumprir o que prevê a Constituição, que veda a acumulação remunerada de cargos públicos quando houver incompatibilidade de horários, a jornada excessiva de trabalho pode, segundo o MP, atingir a saúde física e mental do profissional, “comprometendo a eficiência no desempenho de suas funções”. Nesse caso, o Município de São João do Caiuá informou à Promotoria que “sequer há controle de jornada dos servidores”.
Além do bloqueio de bens, no valor de pouco mais de R$ 100 mil, e do afastamento de um dos cargos (com depósito em juízo do valor dos vencimentos durante o período de afastamento) já concedidos pelo juízo da comarca, a Promotoria pede, na ação, a condenação da servidora ao ressarcimento integral do enriquecimento ilícito e do dano causado aos cofres públicos, em montante a ser fixado pela Justiça ao final do processo. Requer, ainda, que ela seja condenada por improbidade administrativa.

mostrar

14/08/2017 - 19:27:54

CADASTRAMENTO BIOMÉTRICO: QUASE 10 MIL ELEITORES TERÃO TÍTULO CANCELADO

De um total de 75.388 eleitores da Comarca de Paranavaí (que inclui Nova Aliança do Ivaí, Tamboara e Amaporã), 9.945 (13%) não fizeram a biometria e tiveram seus títulos cancelados. Os faltosos não poderão votar nas próximas eleições. Mesmo com o fim do prazo, quem não fez a biometria ainda precisa comparecer ao Fórum Eleitoral com o comprovante de residência e documento oficial com foto para atualizar o cadastro. Quem não regularizar a situação pode sofrer uma série de penalidades, como não poder tirar ou renovar o passaporte, tomar posse em cargo publico ou se matricular em instituições de ensino superior, além de ter o CPF suspenso.
A partir desta segunda-feira (14), o atendimento do Fórum Eleitoral volta a ser das 12h às 19h. “Não há mais aquela estrutura ampliada, portanto, a capacidade de atendimento diária reduziu. Mesmo assim, esperamos que os eleitores venham regularizar sua situação”, finalizou o chefe do cartório.
Balanço – Paranavaí tem 65.440 eleitores, mas apenas 56.546 (86,41%) fizeram o cadastramento biométrico, ou seja, com 8.894 eleitores de fora das eleições em 2018, a cidade pode ver sua representatividade política cair. “É através do voto que elegemos os nossos representantes, não só aqui em Paranavaí, mas na esfera estadual e federal também. São esses representantes que podem nos ajudar a trazer mais recursos para nossa cidade. Além disso, votar é exercer o nosso papel como cidadão. Infelizmente, podemos ter uma perda na nossa representatividade”, afirmou o prefeito KIQ.
Nos demais municípios da Comarca, a situação foi parecida. Em Tamboara, 3.879 (90,82%) fizeram o cadastramento biométrico. Em Amaporã, 4.733 (89,20%) e Nova Aliança do Ivaí, 1.285 (86,13%) também fizeram a biometria.

mostrar

14/08/2017 - 19:27:22

ROÇADA/VARRIÇÃO/JARDINAGEM: PREFEITURA ANUNCIA EXPECTATIVA DE ECONOMIA DE R$ 1 MILHÃO

A Prefeitura de Paranavaí anunciou hoje que com o processo de desmembramento dos serviços de roçada, varrição, jardinagem e paisagismo, espera economizar algo em torno de R$ 1 milhão por ano. A administração acredita que o desmembramento irá resultar na melhora dos serviços, mas a iniciativa já é motivo de crítica já que pelo menos uma das empresas vencedoras, a de Cianorte, na área de paisagismo e jardinagem, estaria utilizando equipes de trabalhadores daquela cidade e não de Paranavaí.

mostrar

14/08/2017 - 19:26:53

NESTA TERÇA, PROVOPAR REALIZA BAZAR DE DOAÇÃO DE ROUPAS

Assessoria Prefeitura
O Provopar de Paranavaí realiza amanhã, terça-feira (15) um bazar de doação das roupas arrecadadas
durante a Campanha do Agasalho 2017. As famílias que necessitam das roupas doadas podem ir até o Provopar, escolher as peças disponíveis e retirar. Não há quantidade limite. O bazar vai funcionar das 9h às 17h30, na quadra do Provopar, sem intervalo para o almoço. O Provopar de Paranavaí fica na Rua Manoel Ribas, nº 2.205.
Durante todo o dia, a Secretaria de Saúde também vai oferecer uma feira de serviços gratuitos, com aferição de pressão arterial, glicemia, orientações e outras atividades gratuitas. No período da tarde, das 14h às 17h, também haverá corte de cabelo gratuito para quem quiser aproveitar.
Atualmente, pelo menos 1.600 famílias de Paranavaí estão cadastradas nos órgãos assistenciais do município e podem ser beneficiadas com as doações. Este ano, a Campanha do Agasalho, coordenada pelo Provopar, arrecadou roupas, calçados e cobertores em vários pontos de coleta espalhados pela cidade. O Provopar ainda recolheu muitas doações em empresas em nas casas. Mais informações podem ser obtidas através do telefone 3902-1012.

mostrar

14/08/2017 - 19:26:18

PARANÁ VAI APOIAR DUPLICAÇÃO DA BR-376 ENTRE PARANAVAÍ E TAQUARUSSU

Nesta segunda-feira, 14, o governador Beto Richa recebeu prefeitos e lideranças da região Noroeste que defendem a duplicação da BR-376 entre Paranavaí (PR) e Taquarussu (MS). A ligação vai criar um novo corredor de transporte para o escoamento da safra dos dois estados, encurtando em até 150 quilômetros o caminho até o Porto de Paranaguá, que é feito atualmente via Maringá.
Com a duplicação, os caminhões podem transitar por Porto São José, no município de São Pedro do Paraná, e facilitar o transporte de mercadorias do Mato Grosso do Sul. “Podem contar com o apoio irrestrito do nosso governo para pleitear esta obra junto ao governo federal. A criação da Rodovia do Agronegócio, como já é chamado esse trecho, trará um desenvolvimento mais vigoroso ao Noroeste e a todo o Paraná”, disse Richa.
O custo estimado da obra é de R$ 850 milhões e inclui a construção de uma ponte sobre o Rio Paraná. O projeto contempla 95 quilômetros de duplicação da BR-376 no trecho paranaense e outros 30 quilômetros em pista simples no Mato Grosso do Sul. A ligação pela rodovia pode seguir a partir de Paranavaí, que já teve um trecho de 33 quilômetros duplicados, parte de um aditivo acertado pelo Governo do Estado com a concessionária Viapar, que administra o trecho.
A vice-governadora Cida Borghetti afirmou que uma audiência com o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, para apresentação do projeto já está marcada para a próxima sexta-feira (18) em Maringá. O ministro vem ao Paraná para anunciar recursos para a ampliação e melhorias no aeroporto regional Silvio Name Junior. “É um importante projeto que conta com o apoio do Governo do Estado. A duplicação da rodovia com a ligação com Mato Grosso do Sul trará benefícios econômicos e sociais”, disse ela.

mostrar

14/08/2017 - 19:25:46

MÉDICO TERÁ QUE DEVOLVER MAIS DE R$ 500 MIL

Até 1º de setembro, o médico Júlio de Jesus Gonçalves de Arruda deverá pagar um total de R$ 512.607,91, entre devolução de recursos e multas impostas pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR). Além disso, Arruda foi declarado inidôneo, situação que o inabilita para o exercício de cargo em comissão pelo prazo de cinco anos.
O motivo das sanções foi o fato de que o médico, que era servidor público estadual e atuava em Santo Antônio da Platina (Norte Pioneiro do Estado), na especialidade de ginecologia, exerceu atividades profissionais particulares em seu consultório e em um hospital daquela cidade enquanto permaneceu afastado do serviço público usufruindo de licença para tratar sua saúde, devido a um problema oftalmológico. A ilegalidade se estendeu por aproximadamente dois anos e dez meses – de 24 de março de 2008 a 11 de janeiro de 2010 e de 30 de agosto de 2010 a 25 de agosto de 2011.
O exercício de atividades profissionais remuneradas durante afastamento caracteriza violação ao artigo 37 da Constituição Federal e ao artigo 226 do Estatuto do Servidor Público Civil do Estado do Paraná (Lei Estadual nº 6.174/1970). Devido à irregularidade, o médico deverá restituir, ao cofre estadual, R$ 393.144,01. Esse é o valor que Arruda recebeu durante o período em que usufrui das licenças, atualizado com juros e correção monetária.
 






 

mostrar

11/08/2017 - 18:23:57

COLÉGIO MILITAR? OU UM BOM COLÉGIO TÉCNICO?

Nada contra, nem a favor à instalação de um Colégio Militar em Paranavaí, apesar de não concordar que a tal disciplina pretendida seja a melhor forma de maximizar a formação de nossos jovens. A não ser que os alunos ali matriculados sejam direcionados para a carreira militar, temos que pensar que o mercado está mais competitivo e exemplos comos os colégios do Sesi, mostram o caminho da especialização como o mais correto e produtivo.

mostrar

11/08/2017 - 18:23:33

APLICATIVO ESCOLA PARANÁ VAI FUNCIONAR EM PARANAVAÍ?

O governo do Estado lançou hoje o aplicativo Escola Paraná, para consultas e acompanhamento escolar. Como a novidade depende basicamente de um bom sinal de internet fiquei com a dúvida que estampei no título desta postagem. Será que em Paranavaí o aplicativo vai funcionar? A interrogação é mais do que necessária, já que a qualidade do nosso sinal de internet é sofrível e as ações públicas estão cada vez atreladas à grande rede.

mostrar

11/08/2017 - 18:22:58

MORRE O JORNALISTA CHICÃO SOARES

Na madrugada de hoje faleceu o jornalista Francisco Carlos Soares, o Chicão Soares, que durante décadas foi o repórter regional do Diário do Noroeste. Era profundo conhecedor da política nos municípios da Amunpar e nos anos que pude dividir a redação com ele conheci muito da história desta região. O corpo está sendo velado na Capela Santa Maria. O sepultamento deve acontecer na manhã deste sábado, às 9 horas.

mostrar

11/08/2017 - 18:22:28

GUIA DA CIDADANIA: EM FASE DE AJUSTES

Depois de apresentada formalmente o projeto do Guia da Cidadania parte agora para a fase de ajustes e iníco da coleta de informações. A intenção é criar um instrumento que permita aos cidadãos a facilidade de ter uma fonte de informação com os diversos tipos de serviços públicos e privados disponíveis. Em outra vertente, está o estudo de viabilidade de apoio institucional de empresas para concretizar o projeto.

mostrar

Fale com o Praxedes